Estudar no exterior é uma experiência incrível mas parece um processo muito complexo e difícil à primeira vista. Estudar na Irlanda, na verdade, não é nada complicado se você entender como o processo funciona.

Primeiramente, cidadãos brasileiros não precisam solicitar nenhum tipo de visto para viajar para a Irlanda. Diferente de estudar nos Estados Unidos, no Canadá ou na Austrália, onde brasileiros precisam solicitar um visto com antecedência.

Se você for estudar na Irlanda por um período inferior a 3 meses (90 dias), tudo o que você precisa é o seu passaporte e uma passagem de volta. Porém, se você quiser estudar na Irlanda por um período superior a 3 meses, você terá que ter uma permissão para permanecer no país. Aqui na Irlanda permissões de residência são chamadas de Stamp.

Para conseguir essa permissão, quando você já estiver no pais, você precisará se registrar com as autoridades de imigração locais (GNIB) e solicitar um “visto” de estudo (Stamp 2) .

No entanto o “visto” de estudo é concedido baseado em algumas condições e regras estabelecidas pelo governo e pela imigração irlandeses. Para entender exatamente quais são essas regras e condições, vou mostrar 20 coisas muito importantes que você precisa saber para estudar na Irlanda.

Vamos lá!

1. O que é necessário para estudar na Irlanda por um período superior a 3 meses?

Para alunos brasileiros (e não-europeus em geral)  poderem estudar na Irlanda por um período superior a 3 meses, eles precisam de:

  • Estarem matriculados em um curso autorizado pelo governo e pela imigração;
  • Ter um seguro saúde com cobertura de pelo menos 30 mil Euros;
  • Ter 3 mil Euros para as cobrir as despesas (alimentação, transporte, acomodação e etc) durante os estudos;
  • Ter uma carta de acomodação fornecida pela escola ou uma reserva de hotel; (o estudante precisa ter onde ficar hospedado pelo menos durante os primeiros dias);
  • Ter uma passagem aérea de volta para o Brasil (o agente da imigração quer saber a o estudante tem intenção de voltar para casa depois que completar os estudos)

 2. Quais cursos alunos brasileiros (e não-europeus) podem estudar na Irlanda?

Se você for um estudante brasileiro que deseja estudar na Irlanda por período superior a 3 meses, você deve escolher um curso que conste na Lista ILEP (The Interim List of Eligible Programmes). Para saber mais sobre a Lista ILEP, leia esse post.

Você pode tanto estudar em um curso de inglês quanto em curso de educação superior (Higher Education), que pode ser uma graduação ou uma pós-graduação (especializações, MBAs, mestrados, doutorados ou PHDs).

Para poder solicitar um visto de estudo o aluno precisa estar matriculado em um curso de pelo menos 25 semanas de duração e 15 horas semanais.

3. Estudantes brasileiros podem trabalhar legalmente enquanto estiverem fazendo um curso na Irlanda?

Sim! Todo estudante matriculado em um curso que conste na lista ILEP tem permissão para trabalhar legalmente na Irlanda.

No entanto, de acordo com as regras da imigração, a permissão para trabalhar é uma concessão e o propósito principal do estudante é os estudos. O trabalho é permitido apenas com o intuito de ajudar o estudante a se sustentar durante o período do curso que ele está fazendo.

Desde 1 de Setembro de 2016, os estudantes que possuem um Stamp 2 podem trabalhar 20 horas por semana durante o período do curso que estão estudando e 40 horas por semana apenas durante os meses de junho, julho, agosto e setembro e de 15 de dezembro a 15 de janeiro.

4. Estudantes não-europeus podem estudar em um curso de meio-período (menos de 15 horas por semana)?

Não! Para que você tenha direito ao “visto” de estudo, estudantes precisam obrigatoriamente estar matriculado/estudando em um curso de período integral (full-time), com pelo menos 15 horas por semana.

Cursos com menos de 15 horas semanais não constam na lista ILEP.

5. É possível combinar dois ou mais cursos com menos de 15 horas semanais para alcançar a carga horária exigida para visto de estudo e poder trabalhar na Irlanda?

A imigração e o governo irlandês NÃO permitem que o estudante combine dois ou mais cursos diferentes para alcançar a carga horária necessária para o visto. O aluno terá que estar matriculado em um único curso de pelo menos 25 semanas e 15 horas semanais que esteja incluso na lista ILEP.

6. Estudantes não-europeus podem estudar no período da noite para poder trabalhar durante o dia?

Não! A imigração irlandesa não permite que alunos não-europeus estudem à noite. A imigração entende que a prioridade dos estudantes é os estudos, e por isso a principal ocupação diurna destes deve ser frequentar as aulas.

Dentro das regras da imigração, as aulas devem acontecer de segunda à sexta, das 09h da manhã às 05h da tarde.

Estudantes não-europeus não poderão solicitar o visto de estudo se estiverem estudando à noite, aos finais de semana, ou fazendo um curso à distância ou online ou se o curso for part-time (meio período).

 7. Quais cursos estão disponíveis na ILEP?

Ao contrário do que muita gente pensa, a Irlanda não é um destino apenas para estudar inglês.

Alunos não-europeus podem fazer uma graduação ou uma pós-graduação e poderão estudar desde de arte dramática até ciência da computação, passando por farmácia, gerenciamento de negócios e história e arqueológica e muitas outras áreas. As opções são inúmeras!

8. Como eu verifico se o curso que eu quero fazer está na Lista ILEP?

Basta acessar esse link – goo.gl/eUGJiE

9. O que acontece se o curso que eu escolhi/estou estudando for removido da lista ILEP?

A ILEP está sujeita a monitoramento e mudanças contínuas. Se o aluno já tiver iniciado um programa e ele for removido da lista, você será autorizado a completá-lo, desde que o aluno cumpra com as condições de sua permissão de estudo.

Caso o aluno ainda não tenha começado o curso, ele(a) não terá direito a solicitar o visto de estudo, caso o curso não esteja mais na ILEP. Então o aluno poderá solicitar um reembolso junto a instituição de ensino que contratou.

Foto: Pinterest

10. Quais são os requisitos para que as escolas/faculdades possam incluir seus cursos na ILEP?

Para que uma escola e seus cursos sejam listados no ILEP, ela precisa cumprir uma série de critérios estabelecidos pelo governo e pela imigração como ter sistemas em vigor para acompanhar o desempenho, a pontualidade e a frequência dos alunos; ter um de controle de faltas, férias e licença por doença; registrar e arquivar as notas dos alunos obtidas em provas e exames e fornecer um exame ao final do curso (no caso dos cursos de inglês).

Além disso, para estar na ILEP todas as escolas/faculdades devem fornecer o Learner Protection (proteção ao aluno). A carta  de matrícula deve demonstrar claramente que o estudante está coberto por medidas de proteção ao aluno.

A lista ILEP no entanto não garante a qualidade da instituição. Se uma escola estiver listada na ILEP significa ela satisfez todos os critérios estabelecidos pelo governo e pela imigração irlandeses.

11. O aluno deve pagar o curso antes de viajar para a Irlanda ou pode deixar para realizar o pagamento quando começar as aulas?

A imigração irlandesa exige que estudantes não-europeus paguem o curso antes de viajarem para a Irlanda. As escolas/faculdades não podem fornecer nenhuma carta de matrícula caso o curso não esteja completamente pago.

12. O aluno pode pedir um reembolso caso desista de estudar na Irlanda?

Isso varia de escola para escola. Cada escola tem a autoridade para estabelecer suas próprias condições para o reembolso de cursos em caso de cancelamento. A maioria das escolas não fornecerem reembolso caso o aluno já tenha começado o curso.

Todas as escolas e faculdades na Irlanda são obrigadas a publicarem suas políticas de reembolso em seus sites. Os estudantes devem verificar os termos do reembolso antes de se matricularem.

13. O estudante poderá renovar o  visto de estudo se quiser ficar mais tempo estudando na Irlanda?

Sim! O primeiro passo para a renovar o visto de estudo é matricular-se em um novo curso que esteja na lista ILEP. A escola deverá fornecer uma nova carta de matrícula.

O aluno também irá precisar comprovar que ele frequentou pelo menos 80% das aulas no curso anterior. Para comprovar essa presença o estudante precisará solicitar uma carta para escola onde ele(a) estudou e levar essa carta ao escritório da imigração junto com a carta de matrícula do novo curso.

Além das duas cartas o aluno precisará levar o passaporte, o cartão do GNIB o cartão do banco para pagar a taxa de 300 Euros e também uma apólice de um seguro saúde com cobertura mínima de 30 mil Euros.

14. Qual o tempo máximo que um aluno não-europeu pode ficar na Irlanda com a intenção de estudar?

O período máximo que um estudante não-europeu pode permanecer na Irlanda com a intenção de estudar é de 7 anos.

Estudantes matriculados em cursos de inglês podem tirar no máximo 3 vistos de estudo, de 8 meses de duração cada: o visto inicial quando o estudante chega, mais duas renovações, num total de 3 ciclos de vistos que equivalem à 2 anos (8 meses vezes 3 vistos = 24 meses).

Depois desses 2 anos, o aluno não-europeu precisa, obrigatoriamente, progredir para um curso de graduação ou pós-graduação. O governo irlandês entende que 2 anos são suficientes para o aluno alcançar um nível de conhecimento de inglês suficiente para fazer um curso superior.

Seguindo a regra de não ultrapassar 7 anos, o aluno poderá então estudar 2 anos de inglês e depois mais 5 anos de graduação e/ou pós-graduação.

Para os alunos que já vem para a Irlanda com um bom nível de inglês e querem se matricular diretamente em um graduação ou pós

o limite máximo de permanência no país continua o mesmo e não pode ultrapassar os 7 anos mencionados.

15. Existe uma frequência mínima que o aluno não-europeu deve cumprir durante o curso para que ele consiga renovar o seu visto de estudo?

Sim! Alunos não-europeus precisam frequentar pelo menos 80% das aulas de seu curso para poder ter o direito de renovar o seu visto de estudo e permanecer na Irlanda para mais um período de estudo (8 meses para os cursos de inglês ou 1 ano para os cursos de Educação Superior).

estudar na Irlanda
Foto: Atlas College

16 Alunos não-europeus tem que pagar algumas taxa extra ao governo irlandês para poder estudar na Irlanda?

Sim! O governo irlandês cobra uma taxa de €300.00 para que os estudantes se registrem com a imigração e recebam um cartão de identificação (GNIB card).

Essa taxa é paga no escritório da Imigração Irlandesa e só pode  ser paga com cartão de crédito ou cartão do banco. A imigração não aceita dinheiro.

17. Para que alunos não-europeus precisam de um seguro saúde para estudar na Irlanda?

O governo irlandês exige que todos os alunos não-europeus obtenham um seguro saúde que cubra todo o período durante o qual o aluno estiver estudando e residindo na Irlanda.

Os estudantes não-europeus não tem direito a atenção médica gratuita na Irlanda e, portanto, devem ter seu próprio seguro saúde privado.

Gastos com cuidados médicos e hospitalização são bastante elevados na Irlanda e um estudante não teria como arcar com essas despesas sozinho, por isso o governo exige os alunos tenham um seguro saúde.

18. Por que alunos brasileiros precisam comprovar 3 mil Euros para poder estudar na Irlanda ?

Uma das condições para que alunos não-europeus possam estudar na Irlanda é que eles(as) possam se sustentar plenamente durante todo o período de estudo.

Atualmente a imigração exige que estudantes não-europeus tenham pelo menos a 3 mil Euros para o período do primeiro visto de estudo. Esta é uma condição que visa garantir o bem-estar do estudante e se certificar de que o ele(a) não irá passar nenhum tipo de necessidade durante os seus estudos (com alimentação, ou transporte ou moradia, etc.)

 19. Alunos não-europeus podem trazer membros da minha família (marido/esposa, filhos, pai, mãe) para morarem na Irlanda enquanto estiverem fazendo um curso no país?

Não! Em geral cidadãos não-europeus estudando na Irlanda não tem o direito de trazer nenhum membro, incluindo filhos e cônjuges para viver na Irlanda.

Existem algumas exceções à regra (para refugiados de guerra, asilados políticos e alguns outros casos extremamente especiais) mas o mais comum é que estudantes com Stamp 2 que querem trazer marido, esposa, parceiro civil ou filhos terão de fazer uma solicitação de visto para cada um dos membros da família e este pedido será julgado por seu próprio mérito pela imigração irlandesa.

20. Posso permanecer na Irlanda após completar meus estudos para tentar arrumar um emprego? 

Pode ser possível permanecer na Irlanda com a finalidade de procurar emprego depois de concluir os seus estudos, desde que você tenha completado um curso de nível superior e se enquadre nas categorias contempladas pelo Third Level Graduate Scheme.

O Third Level Graduate Scheme é um programa que prevê a possibilidade de residência na Irlanda, para efeitos de procura de emprego e de candidatura a um visto de residência e trabalho.  No entanto esse permissão é temporária.

Para saber mais sobre o programa acesse: Third Level Graduate Scheme.

 

2 Comments

  1. LILITH ANGELICA GUIMARAES HENRIQUES LAFAYETTE S M R PEREIRA

    Olá!

    Pretendo ir em abril do ano que vem. Estou olhando em uma agência e eles disseram que após o período de oito meses de curso, eu posso pedir renovação!

    Mas lá me informaram que se eu quiser, posso fazer qualquer curso, por exemplo, de culinária! E não necessariamente inglês ou superior. É verdade?

    Obrigada!

    Lili

    • Nana Marques

      Olá Lili,

      Obrigada pelo seu comentário.

      Sim é verdade que você pode renovar o seu visto de estudante. Você pode tanto estudar em um curso de inglês (novamente) quanto em curso de educação superior (Higher Education), que pode ser uma graduação ou uma pós-graduação (especializações, MBAs, mestrados, doutorados ou PHDs).

      Mas você deve escolher um curso que conste na Lista ILEP (The Interim List of Eligible Programmes).

      Não é qualquer curso que dá direito ao visto de estudantes. Tem um post aqui no blog que explica direitinho quais são os cursos aprovados pelo governo irlandês.
      http://sabaticandoemdublin.com/ilep-lista-cursos-aprovados-governo-irlandes/

      Espero ter conseguido esclarecer a sua dúvida!

      Abraços!

Deixe uma resposta